Renda Fixa X Poupança X Tesouro Direto

Imagem

Antes de investir, é importante conhecer as modalidades disponíveis no mercado para entender as vantagens e especificidades de cada uma delas. Avaliar as opções para fazer a escolha correta de acordo com o seu perfil de investidor é essencial. Por isso, este post irá falar sobre alguns tipos de investimento bastante procurados: Renda Fixa (LCI, CDB e Tesouro Direto) e Poupança.

Renda fixa

O investimento em renda fixa é caracterizado por títulos que pagam, em períodos definidos, certa remuneração. Para entender melhor, imagine que os títulos são empréstimos: quando você compra um título de renda fixa, você empresta dinheiro ao emissor (um banco, por exemplo). Os juros cobrados são a remuneração recebida pelo empréstimo do dinheiro, em um período já estabelecido. Os títulos dessa modalidade são pouco suscetíveis à volatilidade dos mercados, ao contrário dos investimentos em rendas variáveis, nos quais se pode até perder dinheiro. Independente do perfil do investidor, os produtos de renda fixa são excelentes opções. Exemplos de produtos de renda fixa são o Certificado de Depósito Bancário (CBDs) e as Letras de Crédito Imobiliário (LCIs).

CDB e LCI

O CDB é um investimento que oferece liquidez diária após um determinado período de carência que pode ser de 30, 180 ou 360 dias.

Quanto mais tempo o recurso permanecer aplicado, maior será a rentabilidade, devido à tabela regressiva de Imposto de Renda.

Já as LCIs são isentas de Imposto de Renda para pessoas físicas, garantindo melhor rentabilidade. As operações são feitas por prazos fechados que podem ser de 60 a 360 dias, não sendo possível resgate antecipado. Assim como o CDB, a LCI é um produto livre de tarifas, taxas de administração ou performance.

Estas duas modalidades de investimento são garantidas pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) em até R$ 250 mil por conta. Para ajudar a mensurar o rendimento de uma aplicação em LCI ou CBD, faça uma simulação: http://bit.ly/SimuladorInvestimento

Poupança

A Poupança, investimento mais popular entre os brasileiros, é isenta de imposto de renda e possui rendimento mensal. Apesar de o dinheiro aplicado na poupança poder ser resgatado a qualquer momento, se isso acontecer fora do dia do aniversário do depósito, que ocorre a cada 30 dias, o investidor perderá o rendimento daquele mês.

Esta modalidade oferece baixa rentabilidade. Atualmente, o rendimento fixo da poupança é de 0,50% ao mês mais a Taxa Referencial (TR).

Assim como nos investimentos em CDB e LCI, o FGC garante ao investidor o valor de até R$ 250 mil por instituição financeira.

Tesouro Direto

Por último, o Tesouro Direto é o formato online do Tesouro Nacional, destinado a investidores que desejam comprar títulos públicos via corretora. Nos dias de hoje, existem dois tipos de títulos: as notas, de prazos mais longos, e as letras, de prazos mais curtos. Esses títulos possuem divisões, que possibilitam ao investidor optar por letras que são mais favoráveis em cenários de alta de juros e letras que oferecem mais rentabilidade em cenário de juros baixos.

Os títulos do Tesouro têm remuneração pré-definidas, sendo que o valor dos títulos oscila no tempo. De acordo com as modificações no cenário econômico, eles sofrem valorização ou desvalorização. São aplicações de longo prazo que se resgatadas antes do vencimento final do papel, podem ter sua rentabilidade comprometida.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s